Skip to main content

PME energéticas do Norte de Portugal aderem ao ER-INNOVA para melhorar a sua competitividade

Porto, 14 de Junho de 2010.- Cerca de meia centena de representantes de empresas do sector das energias renováveis do Norte de Portugal participaram esta tarde numa jornada de apresentação para profissionais do projecto europeu ER-INNOVA, organizada pela NET – Novas Empresas e Tecnologias, S.A. - Business and Innovation Centre do Porto (NET–BIC Porto).

A jornada concluiu-se com a adesão de várias das empresas participantes ao projecto, as quais se somam às que NET - BIC Porto tinha recrutado já anteriormente, graças aos contactos que tem vindo a manter desde Março com associações empresariais do sector das energias renováveis e às PME galegas que foram captadas em jornadas similares à de hoje nas cidades espanholas de Ferrol e Ourense.

A sessão técnica, que teve lugar no Auditório PROMONET, completou-se com as intervenções sobre o panorama das energias renováveis na Região do Norte de Portugal e a energia no âmbito do Programa Operacional Regional do Norte (ON2), e com um debate no qual os participantes tiveram oportunidade de colocar perguntas sobre ER-INNOVA, bem como questões pertinentes sobre o sector.

O projecto ER-INNOVA foi apresentado pelo director geral de NET - BIC Porto, José de Almeida Martins, que explicou que é um projecto dirigido a incrementar a competitividade das pequenas e médias empresas do sector das energias renováveis que desenvolvem sua actividade na Euro-Região Galiza/Norte de Portugal. O objectivo é melhorar as condições de trabalho, o posicionamento no mercado e a capacidade das empresas para cooperar em projectos de envergadura mediante a implantação de ferramentas baseadas nas Tecnologias de Informação e Comunicação

(TIC) e desenhadas especificamente para atender às suas necessidades, principalmente em relação ao sector de actividade no qual operam e à sua pequena dimensão.

O projecto é co-financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) da União Europeia no âmbito do Programa Operativo de Cooperação Transfronteiriça Espanha - Portugal 2007-2013. Este é um projecto bianual (2009-2010) e conta com um financiamento total de 931.693,68 €, dos quais, 75% são provenientes do FEDER.

O director geral de NET-BIC Porto explicou que no final de 2010 o projecto será materializado em benefícios importantes a longo prazo para as empresas: consolidar novas iniciativas empresariais nascidas na Euro-Região no âmbito do recente boom, graças a um contexto administrativo e sócio económico favorável das energias renováveis; apoiar as PME do sector para que possam contar, por um lado, com sistemas de gestão que lhes permitam ser competitivas, e por outro, com estruturas colaborativas que lhes permitam canalizar a sua inovação de forma coordenada; e impulsionar a criação de um sector de energias renováveis forte e competitivo que actue como agente catalisador na reconversão meio ambiental da Euro-Região Galiza/Norte de Portugal.

As PME aderentes ao projecto entrarão numa fase piloto na qual serão formadas para utilizar as ferramentas TIC.

 

Dois tipos de ferramentas

Os empresários participantes na jornada foram informados da evolução do projecto, iniciado em 2009. Durante os primeiros meses, iniciaram-se os contactos com o tecido empresarial do sector das energias renováveis na Euro-Região mediante consultas directas ou através das associações. O objectivo deste processo foi conhecer em primeira-mão as necessidades e carências das PME de ambos lados da fronteira que desenvolvem sua actividade no sector, de forma a desenhar as ferramentas de apoio mais eficazes e úteis.

Com o primeiro diagnóstico realizado iniciou-se o processo de desenho e desenvolvimento de dois tipos de ferramentas TIC em código aberto. O âmbito de actuação destas ferramentas será, em primeiro lugar, o da gestão interna para a optimização dos processos empresariais básicos, através de aplicações de escritório tais como sistemas de planeamento de recursos empresariais (ERP) e de administração da relação com os clientes (CRM).

Em segundo lugar, ferramentas online orientadas para fomentar a cooperação em I+D+i e a venda por internet. O resultado será uma plataforma Web para a articulação de projectos colaborativos na área da investigação, do desenvolvimento e da inovação com o objectivo de impulsionar as transacções on-line entre os diferentes agentes que operam no mercado das tecnologias renováveis, com especial incidência na implantação da factura electrónica.

Os parceiros do projecto são, além de NET-BIC Porto, a Associação de Empresas Galegas Adicadas a Internet e ás Novas Tecnoloxías (EGANET); a Fundação para o Fomento da Calidade Industrial e o Desenvolvemento Tecnolóxico de Galícia; e o Tecnópole (Parque Tecnolóxico de Galicia).

 

Intervenções complementares

O presidente do Conselho de Administração da Agência de Energia do Porto (AdEPorto), Eduardo Oliveira Fernandes, apresentou uma panorâmica das energias renováveis no Norte de Portugal, centrada na renovação do sector, nas perspectivas de evolução, com cenário de fim de século que aponta para 90% de produção de energia através de renováveis. Oliveira Fernandes abordou ainda os próximos passos que serão implementadas na região, exemplificando com alguns projectos já implementados, sobretudo no que respeita ao aproveitamento da luz natural dos edifícios.

Mário Rui Silva, membro da Comissão Directiva do ON2, apresentou os instrumentos de política regional que dão suporte ao investimento sustentável no sector, concretamente os relativos à energia no Programa Operacional Regional do Norte (ON2).

Mais informação no site www.er-innova.com.